terça-feira, 1 de março de 2016

EDITAL DO XII CONCURSO DE POESIA DA ACADELP








ACADELP- Academia Lagopratense de Letras

                                           EDITAL XII CONCURSO DE POESIA

A ACADELP - Academia Lagopratense de Letras promove o XII Concurso de Poesia, que poderá ser textos em prosa e versos e desenhos alusivos ao Centenário da Estação Ferroviária de lagoa da Prata. Com a finalidade de incentivar a leitura, promover a cultura, a Arte, a Literatura e premiar o talento artístico  de estudantes e demais autores de Lagoa da Prata e região. Vamos embarcar na Estação da memória, viajar no Trem da Poesia, e através dos trilhos do tempo passar pelas margens da lagoa, pelo museu, pela ponte de ferro, pelos extensos canaviais, pela usina... resgatando nossa história.
Regulamento
I - Inscrição
Poderão inscrever-se apresentando seus trabalhos até o dia 10 de junho de 2016, na ACADELP, à Rua Ângelo Perillo, 35 – Sala 3, CEP 35590 000 - Lagoa da Prata – MG, os candidatos que se enquadrem nas categorias: [item II].
*Não poderão inscrever-se concorrentes com relação de parentesco [até 2º grau] com Membros da ACADELP.
II – Categorias
Infantil I: alunos que cursam o  4º e 5º anos do Ensino Fundamental;
Infantil II: alunos que cursam o 6º e 7º anos do Ensino Fundamental;
Infantojuvenil: alunos que cursam o 8º e 9º anos do Ensino Fundamental;
Juvenil: alunos que cursam o Ensino Médio;
Categoria Livre: Universitários, profissionais da Educação e profissionais liberais.
*Menção Honrosa: será contemplado nesta categoria um nome relevante para a Educação, história, arte, cultura  e a Literatura lagopratense, a ser indicado pela ACADELP.
lll - Da Comissão Julgadora e Critérios de Julgamento
A comissão julgadora será composta de 5 membros acadêmicos
Serão considerados os seguintes critérios para a avaliação dos trabalhos inscritos:
- Criatividade
- Originalidade
- Conteúdo
- Uso correto da Língua
- Coerência e Coesão
IV- Da premiação
- Serão premiados os 1º, 2º e 3º lugares de cada categoria.
A premiação consistirá:
1º lugar- troféu de honra ao mérito e certificado de participação.
 2º lugar e 3º lugar - medalha de honra ao mérito e certificado de participação.
- Além dos poemas selecionados em cada categoria, serão selecionados ainda Cem outros melhores textos que farão parte da Coletânea: Centenário da Estação Ferroviária (Livro organizado pela  ACADELP).
- O resultado geral será divulgado pela imprensa local e/ou outros meios de comunicação.
- Os vencedores serão notificados através de contato da ACADELP.
- A premiação acontecerá durante solenidade festiva a ser divulgada pela ACADELP.
V- Da Apresentação dos Trabalhos
Os trabalhos deverão:
- Ocupar, no máximo, uma página de tamanho A4.
- Ser digitados, na fonte Time New Roman, ou Arial, tamanho 12.
- Para identificação do concorrente e dos trabalhos, seguir as orientações abaixo:
Envelope grande lacrado contendo a poesia, identificado por fora com:
Pseudônimo:
Título da obra:
Categoria:
Envelope pequeno lacrado a ser colocado dentro do envelope maior.
Nome verdadeiro:
Pseudônimo:
Categoria:
Título da poesia:
Escola:
Nome da Professora:
Nível de Ensino:
*Cada candidato poderá concorrer com um único trabalho do gênero Poesia ou desenho
*Não serão permitidos trabalhos já publicados ou premiados, nem serão aceitos plágios de outros trabalhos
*Os trabalhos originais não serão devolvidos, ficando os premiados de cada categoria arquivados na ACADELP.
VI - Disposições Finais
- Não podem se inscrever concorrentes em relação de parentesco [até 2º grau] com Membros da ACADELP.
- Não haverá premiação para categorias em que ocorrer inscrição única.
- Do julgamento da comissão não caberá recursos.
- Os vencedores, assim como os demais participantes, poderão ter seus nomes e trabalhos publicados e divulgados na imprensa escrita e falada.
- A entrega dos trabalhos implicará a aceitação, por parte do concorrente, de todas as normas do presente Regulamento, sendo os casos omissos resolvidos pela diretoria da ACADELP.
APOIO CULTURAL:  Secretaria Municipal de Cultura de Lagoa da Prata
Não morre aquele que deixou na terra a melodia de seu cântico na música de seus versos” (Cora coralina)

                                                      Lagoa da Prata, março de 2016.


Nenhum comentário:

Postar um comentário