domingo, 11 de dezembro de 2016

ADEUS AO POETA

ADEUS AO POETA
Neste fim de semana próximo, passado, fomos surpreendidos com a noticia da morte no Rio de Janeiro, do poeta e historiador, o acadêmico, maranhense FERREIRA GOULAR.
Radicado no Rio de Janeiro, desde a mocidade, além de sua atividade cultural, também, desenvolvia atividade política, tanto assim que teve de migrar para Argentina, afim de ver-se livre das garras da policia política da Revolução de 64.
Ferreira Goular não era só poeta, porque paralelamente desenvolvia atividades culturais com brilhantismo e coragem. Seu último livro, “FERREIRA GOULAR O PRAZER DO POEMA” é uma antologia onde se encontram nomes de poetas de lastro internacional . e uma omissão proposital de seu trabalho poético. Coisas de poeta e da poesia
Falta-me dizer que, Ferreira Goular. era marahense de nascimento, e carioca de profissão e adoção, mas antes de, ou depois de tudo. Um poeta imortal. Por:  CIRO DOS SANTOS

Nenhum comentário:

Postar um comentário